MENSAGEM DO PROFESSOR KLAYTON, DA CIDADE DE AFONSO BEZERRA/RN


Eu sou do tempo que a capoeira era jogada com gosto, com AMOR, carinho e dedicação... Eu sou do tempo em que uma roda de capoeira era para brincar, jogar, lutar e até dançar se o berimbau mandasse... Eu sou do tempo em que mestre tem que se respeitar, eu sou do tempo em que caia em uma rasteira e levantava-se em um S´dobrado... Eu sou do tempo em que chorávamos emocionado com o som de um berimbau afinado... Eu sou e quero ser do tempo em que CAPOEIRISTAS eram irmãos e camaradas, independente de grupo. “Prof:klayton”


Nenhum comentário:

Postar um comentário